5 erros comuns cometidos por donos de agências

novembro 18th, 2013 § 2 comments § permalink

Em maio fiz 3 anos que entrei nessa vida de agência de publicidade. No começo eu achava que eu não teria uma carreira promissora por causa da minha insegurança, que era era muito grande, mas se até hoje ainda estou nesse barco é porque a coisa deu certo. 3 anos é um tempo curto. Lógico que eu tenho que comer muito feijão.

Durante esse período passei por 6 agências (É… Sou bem rodado) e pude identificar algumas características comuns presentes em donos de agências. Sejam elas pequenas ou médias. Então bora lá:

 1) Não leem com calma as apresentações que demoramos horas pra fazer

Não é novidade que todo mundo tá sem tempo, que tudo tem que ser feito pra ontem, mas chega a ser falta de educação gastar menos de 1 minuto pra ler todos os slides da apresentação que o analista demorou, em alguns casos, uma noite inteira pra fazer. É como se fosse convidar alguém pra jantar e ir embora antes que a pessoa termine a refeição. 

2) Gostam de sustentar uma imagem

de que sabem tudo

Raramente um dono de agência confessa que não conhece profundamente tal assunto e que gostaria que o seu ”subornidado” lhe ensinasse. Mas também já percebi que quanto mais jovem é o dono da agência, menos ele sofre desse mal. Compartilhar conhecimento, independente do cargo que ocupa, é uma característica bem forte da geração y.

3) Fazem cara de paisagem durante toda a explicação sobre a campanha pra no final falar…

Dá muita aflição gastar o latim, suar frio, se segurar pra não gaguejar e o dono da agência não mover um músculo do rosto! Bate uma depressão por não saber se ele tá gostando ou não das ideias apresentadas. O pior nem é no final o cara falar um NÃO bem seco. O problema é não argumentar os motivos da sua negação.

 4) Só te procuram quando dá merda

Admiro muito presidentes de agências que procuram saber como é a vida dos funcionários fora do ambiente de trabalho. Sabe aquela coisa de mandar um link do novo clipe da banda que o seu funcionário é fã? Então… Mas lembrar da existência do proletariado só nas horas de caos é a maior demonstração de que o dono da agência enxerga sua equipe apenas como uma máquina de mão de obra.

5) Exigem complexidade em jobs simples

É curioso que alguns donos de agência são tão bipolares porque ao mesmo tempo que eles querem praticidade pro cliente entender o job com clareza, também não abrem mão de que o processo tem que ser complexo. A regra é sempre enfeitar o pavão. O lema é: não basta só pôr o ovo, tem que cacarejar.

Where am I?

You are currently viewing the archives for novembro, 2013 at Alberto Vargas.